"Somos anjos duma asa só e só podemos voar quando nos abraçamos uns aos outros."

Pensamento de Fernando Pessoa deixado para todos os que estão na lista abaixo e àqueles que passam sem deixar rasto. Seguimos juntos!

OS AMIGOS

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

CHEGADA A FÁTIMA

FOTO ENVIADA PELO JOÃO À CHEGADA


 
Hoje, muitos peregrinos de nossa Senhora de Fátima chegarão ao Seu Santuário. Entre eles já chegaram o Fernando que fez o percurso de bicicleta e o João nosso amigo, companheiro e irmão de fé.  

Em gratidão a nossa Senhora pela sua proteção e ajuda divina, sinto necessidade de partilhar com todos, uma experiência do nosso caminho em Maio do ano de 2009. Este testemunho tem um só objetivo: Louvar nossa Senhora.
A narrativa é minha, mas faço-o como porta-voz de todos os que o vivemos de perto e também com o consentimento da nossa também peregrina e amiga do coração: A Lena.

Estávamos no 1º dia de peregrinação que tinha começado cheia de alegria à semelhança dos outros anos. Começámos a etapa com aquele "brilhozinho no olho" fruto da satisfação de rever os amigos e de iniciar de novo uma caminhada para o Santuário de nossa Senhora.
Infelizmente a alegria não foi duradoura. Nessa tarde a nossa amiga Lena recebeu um telefonema com uma triste notícia: A sua nora tinha tido um acidente de moto, estava hospitalizada e corria perigo de vida. Consternados, envolvemo-la num abraço conjunto, orando, mas ao mesmo tempo desvalorizando um pouco à sua frente a gravidade da situação para tentar que ela não afundasse no desespero.
O seu 1º impulso foi desistir e correr para perto dos seus, mas do outro lado do telefone estava a resistência duma família unida que estava aguentando as "pontas" e que, sem nunca perder o sentido do motivo pelo qual ela estava ausente, não queria de forma alguma que ela desistisse, argumentando com o facto de que ela faria muito mais pela nora enquanto peregrina rezando por ela, do que ao seu lado.
A Lena continuou.
(Aqui e antes de continuar, tenho que ressalvar a força como ela aceitou tão grande infelicidade. Ela chorou, rezou, mas nunca da sua boca saíram frases de revolta ou queixume, apenas de oração.)
Mas no outro dia o seu coração estava demasiado ansioso, queria avaliar com os seus próprios olhos toda a gravidade da situação e precisava olhar o filho nos olhos, abraça-lo e consolá-lo daquela forma tão genuína como só uma mãe o faz e então pediu ao marido para ir buscá-la no final do 2º dia.
Os amigos (incluindo o João), cercámo-la numa despedida dorida enquanto ela pediu para lhe guardarmos o chapéu e o bordão. O joão olhando para ela disse-lhe: "Vai, eu vou usar o teu chapéu e só o tirarei para o usares de novo. Porque tu vais voltar".
Algo nos dizia que ela voltaria. Essa noite foi de oração intensa entrecortada pelo vazio deixado pela Lena e pela preocupação. Porém, invadiu-nos uma certeza que ela voltaria e que a nossa Senhora nos escutava e tinha abraçado o nosso pedido e intercedia por aquela família. 
No outro dia já à noite a nossa querida amiga voltou. Depois de ver a nora por breves minutos e ainda que se confirmasse um mau prognóstico, ela voltou. Quando a olhámos confirmámos que apesar de tudo, os seus olhos transmitiam esperança e a sua fé reforçada, com uma vontade férrea de prosseguir até ao encontro com a nossa Mãe. Foi com emoção que o João lhe devolveu o chapéu e o seu bordão. Seguimos confiantes de que a nossa Senhora estava cuidando de tudo, sentimos a Sua presença em todos os momentos... Juntinha a nós como se estivesse a comandar os nossos passos, as nossas orações...
Os restantes dias foram de entrega e graças conforme recebíamos a atualização das notícias.
No dia 11 de Maio chegámos! Unidos, ajoelhámos agradecendo a nossa Senhora pelo amparo amoroso e por ter escutado as nossas preces aflitas e sofridas.
A nora da Lena recuperou e está bem. Este ano foi ter connosco num dos dias da peregrinação, assistiu à eucaristia e agradeceu as orações feitas por si.
Mais tarde numa conversa, ela mesmo nos confessava que não sabia explicar mas durante toda a dolorosa provação pela qual passou e principalmente na fase inicial em que o seu estado era muitissimo complicado, sentiu com muita certeza e constantemente que estava sendo ajudada pela nossa Senhora através de nós e das nossas orações.

LOUVADA SEJA NOSSA SENHORA.

video

(Este vídeo foi filmado pela minha sobrinha(que aparece no final) no único dia em que a Lena não caminhou connosco. As vozes são da minha querida irmã Isabel e da Rosália. Quase no final aparece o João com o chapéu da Lena.)

6 comentários :

  1. Continuando com voçes nesta homenagem a Maria,não posso deixar de comentar esta história real que se passou com a vossa amiga Lena até me arrepiei.....talvez pela coragem dela em ter ficado com a sua grande fé a pedir pela nora, mas tambem pelo milagre de Nossa Senhora pela vossa união em oração ter salvo de um final mais desastroso, pois a propria sentiu que foi puxada para a vida pela intercessão dessa força divinal.
    E o final comovente do agradecimento pela recuperação....foi lindo.Obrigada Dulce pela partilha.
    Tambem gostei do video,deve ser uma sensação de paz acompanhar-vos com canticos cheios de luz e vozes tão bonitas,essa longa caminhada com esse ambiente até se torna mais fácil lá chegar.
    Pela grande admiração que tenho pela vossa coragem,recebam todas as graças de Jesus.
    Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar
  2. Nada acontece por acaso e Maria de Nazaré olhou para vós.
    Com Maria vale a pena dizer:
    " A minha alma glorifica o meu Deus que fez em mim grandes coisas..."

    ResponderEliminar
  3. que lindissimo exemplo de fé , coragem , e determinação ..
    nossa mãe do céu está sempre a velar por nós , e a guiar sempre os nossos caminhos ,.,,,, . principalmente nos momentos de maior provação ,...

    beijo grande do coração ...

    ResponderEliminar
  4. Amiga Dulce,

    Que alegria.

    A Partilha desses testemunhos nos dá força e nos faz sentir a presença de um Deus VIVO e ETERNO!

    BEIJINHOS

    Gisele

    ResponderEliminar
  5. Dulcinha
    Lindo testemunho.
    A persistência na Fé.
    São testemunhos assim que nos encorajam na caminhada.
    Fico muito feliz por sermos agora treze a caminhar com o terço na mão.
    Avé Maria...
    Beijinhos da Utilia

    ResponderEliminar
  6. olá dulçinha .. amiga por mim tudo bem , só tenho medo que seja um pouco em cima da hora para toda a gente saber , mas por mim tudo bem ...

    jinho ...

    ResponderEliminar

As palavras de amizade e conforto podem ser curtas e sucintas, mas o seu eco é infindável.
Madre Teresa de Calcutá