"Somos anjos duma asa só e só podemos voar quando nos abraçamos uns aos outros."

Pensamento de Fernando Pessoa deixado para todos os que estão na lista abaixo e àqueles que passam sem deixar rasto. Seguimos juntos!

OS AMIGOS

sábado, 28 de maio de 2011

UM NOVO DESAFIO

" Ainda que eu fale a lingua dos homens e dos anjos, se não tiver amor, sou como um bronze que soa ou um címbalo que retine." Cor 13,1
Presentemente não tenho qualquer dúvida que o Senhor nos recruta. Se haviam caminhos que nunca pensei trilhar, o voluntariado estaria no topo da lista. Porquê? Principalmente por não me considerar uma mais-valia no contacto direto com os outros, área onde a emoção vence quase sempre e trás à tona toda a minha fragilidade enquanto ser humano e que – julgava eu – nunca conseguiria superar essa lacuna dispensável a quem abraça uma causa onde se tem que manter uma certa impermeabilidade. Depois e para cimentar, fomentava a ideia que não seria capaz de organizar a minha vida de forma a não falhar em nenhuma vertente. Mas o que é certo, é que sem me aperceber já fazia voluntariado; duma forma primária, muito à minha maneira, fazendo por vezes um esforço enorme para conciliar a minha vida pessoal com esta vontade de “estar ao dispor de…”.
Acontece que, quando nos abrimos para Deus e entregamos os nossos braços para o Seu trabalho e seguimos as Suas coordenadas, a nossa capacidade para enfrentar e fazer face a determinadas situações aumenta de maneira desmesurada. Cresce em nós uma força interior que nos momentos cruciais se agiganta, nos surpreende, levando-nos a superar as nossas fraquezas e as lágrimas transformam-se em acção através de obras, abraços, palavras e no meu caso, também escrita.
Num passado ainda recente, achei que Deus estava "aproveitando" esta minha faceta/tendência para escrever ou fazer uma espécie de poesia arrancada cá de dentro como pedaços de mim para partilhar com quem me quisesse ler, como a única dádiva de que seria capaz de doar; achando que  nada mais possuia que pudesse contribuir para trabalhar com e para Ele.
É então que aos poucos vou descobrindo outras facetas e outros atributos que não tinha, mas que Deus me está dando para que os ponha a render. Tudo isto comprova que, quando se dá com amor, desprendido de qualquer interesse, a recompensa é incalculável, impossível de descrever, apenas se sente no coração duma forma que nos preenche e nos envolve num bem-estar onde a alegria é imensa.  
Hoje mesmo comecei com a minha irmã Isabel e uma amiga querida, a formação na área do voluntariado. Estou apreensiva, sentindo uma responsabilidade enorme porque me exijo sempre muito e principalmente quando "este dar" implica o lidar com pessoas por quem tenho o maior respeito, com uma enorme experiência de vida mas que pelas circuntâncias da mesma, estão numa posição de carência a vários niveis: falo dos idosos. 
Mas sei que neste trilho inexplorado por mim – de maneira efectivada – tem a mão e a vontade de Deus. Sinto-o a cada passo que dou, onde tudo o que acontece se encaixa com a perfeição dum projeto divino.
Que Deus nos ajude a levar um pouquinho de Si a todos aqueles com que nos iremos cruzar nem que para isso tenhamos que dar tudo de nós.
Obrigada Senhor!


Dulce Gomes


6 comentários :

  1. Novo e Grande desafia,minha amiga!
    Penso que só com o correr dos anos é que vamos descobrindo os dons ou sementinhas que Deus nos pôs na alma.
    É sempre surpreendente essa descoberta,não é Dulce?!
    Não tenhas medo!O Senhor vela por aqueles que O amam.
    Desejo que tudo vos corre muito bem.
    E que seja " Só por ti Jesus "
    Abraço fraterno,amiga :-))

    ResponderEliminar
  2. Olá Dulce,
    Esse novo desafio a que Deus a chamou é muito simples se deixarmos o nosso coração agir livremente.
    Esses tão queridos seres - os nossos idosos e doentes - são eles que nos ensinam imensas coisas e na simplicidade de gestos, sorrisos, silêncios, oração quando possível, tudo se torna de uma naturalidade incrível.
    Dãos-nos verdadeiras lições de vida na tolerância, na humildade, em saberes escondidos. Por vezes também há revolta, tristeza, mas tudo isso se contorna com a ajuda de Nosso Senhor.
    Desejo que encontre muita alegria nesse seu novo desafio.
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderEliminar
  3. É verdade que á maneira que nos vamos disponibilizando como instrumentos de Deus Ele sabe se servir de nós para trabalhos e obras que nós nem sequer sonhavamos sermos capazes defazer.
    Mas todo o mérito é dEle e parabéns a ti Dulce:primeiro por teres acolhido o Seu chamamento e depois pela humildade do teu testemunho.
    Que posssas sempre ser um instrumento nas mãos de Deus e que
    a tua vida seja sempre uma revelação em grandes e pequenas obras inspiradas pelo Espirito Santo

    Beijinhos da Utilia
    Beijinhos da Utilia

    ResponderEliminar
  4. Boa tarde Amiga.
    Vim para lhe desejar todo do melhor este novo desafio de sua vida. Sim Deus está sempre conosco, e só nos oferece aquilo que Ele sabe que somos capazes de realizar. Minha vida tem sido toda um prova de que Deus nunca nos deixa sozinhos, pois fica conosco até ao fim.
    Tenha um Santo domingo.
    Abraço Fraterno
    Maria Alice

    ResponderEliminar
  5. Dulce, não tenhais medo, já nos dizia nosso amadíssimo beato João Paulo e eu o repito aqui para que você vá sem temor ao encontro dessa responsabilidade. Confie e peça que Nossa Senhora passe na frente e com fé, confie também que o retante Deus proverá. tenha uma semana rica em bênçãos! Bjbjbj!

    ResponderEliminar
  6. Bom dia Dulce!

    Vim ver vc e novamente me encantar com tudo por aqui...parabéns!

    bjos..

    ResponderEliminar

As palavras de amizade e conforto podem ser curtas e sucintas, mas o seu eco é infindável.
Madre Teresa de Calcutá