"Somos anjos duma asa só e só podemos voar quando nos abraçamos uns aos outros."

Pensamento de Fernando Pessoa deixado para todos os que estão na lista abaixo e àqueles que passam sem deixar rasto. Seguimos juntos!

OS AMIGOS

sábado, 22 de outubro de 2011

CONCHA


Às vezes sou silêncio onde me escondo
Concha entreaberta para o mundo
Com receio de invasão…
Enrosco-me na carapaça
Cerro-me ao que abomino
E sem vergar ao suposto destino
Só me acorrento à minha libertação.
Lentamente e sem queixume
Desprendo-me do murmúrio
dos ecos acutilantes
Das palavras e dos gestos
Que numa pertinente insistência
Teimam pintar as paredes da minha alma 
a negrume e carvão...
Dulce Gomes

10 comentários :

  1. Mana estás a falar de mim ou de ti? Há!..Pois é!..É de nós duas.
    Somos almas gemeas, por isso é que tu podes entrar na minha concha e eu entro na tua...

    Do centro da minha concha eu envio um beijinho para dentro da tua e, sei que ele entra por uma abertura especial onde o recebes e guardas como um bem precioso, sei que é asim porque tambem é assim que recebo e guardo os que me dás querida mana.

    Eternamente grata te sou SENHOR por a familia que me deste.

    Meu bom Jesus misericordioso e Nossa SENHORA derramai o Amor e a Paz em todas as familias
    Pai Nosso...
    Avé Maria...
    Glória...

    ResponderEliminar
  2. "Ás vezes sou silêncio."
    O silêncio tantas vezes fala...

    Bom fim de semana
    Beijinhos da Utilia

    ResponderEliminar
  3. Minha alma, às vezes anseia para ser uma concha, fechando-me aos murmúrios presentes que não levam a nada.Esconder-me e ficar ali quietinha. Escreves lindamente,Dulce! Beijinhos!

    ResponderEliminar
  4. Dulce
    Esse auto domínio que demonstras,é próprio de uma pessoa de carácter forte,mas também generoso.
    Não,não deixes que nada nem ninguém escureça as " tuas paredes".

    Bjinhossss

    carmo

    ResponderEliminar
  5. Ó Dulce,
    Deixe que a Luz do Senhor continue a brilhar no seu terno coração.
    Bjs
    Bom domingo.
    Ailime

    ResponderEliminar
  6. Mana querida
    Quando te encontro descanso na tua concha. Nela encontro abrigo e um amor precioso que me reconforta.
    Um abraço de alma para alma gémea
    Com amor da tua mana caçula
    Dulce

    ResponderEliminar
  7. Utilia
    o silêncio fala mais que as palavras. Basta estarmos atentos a ele.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  8. Maria Luiza
    é necessário fecharmo-nos na concha com Deus. Só nesse silêncio escutamos melhor o que Ele nos sopra ao coração.
    Beijinho amiga

    ResponderEliminar
  9. Carmo
    tocas em dois pontos pertinente neste preciso momento: o autodomínio e a barreira para não deixar a pintura borrada. Sabes do que falo, sei que sim
    Um abraço grande e amigo

    ResponderEliminar
  10. Amiga Ailime
    obrigada pelas suas palavras.
    Um beijinho muito amigo

    ResponderEliminar

As palavras de amizade e conforto podem ser curtas e sucintas, mas o seu eco é infindável.
Madre Teresa de Calcutá