"Somos anjos duma asa só e só podemos voar quando nos abraçamos uns aos outros."

Pensamento de Fernando Pessoa deixado para todos os que estão na lista abaixo e àqueles que passam sem deixar rasto. Seguimos juntos!

OS AMIGOS

segunda-feira, 6 de junho de 2011

RETALHOS DE EXISTÊNCIA (O MEU PAI)

Olhar esta foto (tirada no domingo de Crisma da minha sobrinha) foi o arranque para reviver uma história entre eles – avô e neta – há três anos atrás.


Revisitar os retalhos da vida do meu pai é como trazer para o presente, pedacinhos vivos da sua/nossa existência que continuam prontos para ser reciclados de modo a aproveita-los para receber deles verdadeiras lições de amor sempre atuais e das quais não me quero despegar muito menos esquecer.
O meu pai foi fumador desde os seus tempos de criança. Durante toda a sua vida foram várias as tentativas para deixar esse vício e todas elas saíram infrutíferas.

Decorria o ano de 2007 quando ele foi vítima duma paragem cardíaca que o obrigou ao uso dum pacemaker. Saiu do hospital com a advertência sobre o uso do tabaco e a sua proibição. Durante uns tempos conseguiu privar-se mas aos poucos e conforme se ia restabelecendo, recomeçou a fumar à socapa até que um ano depois foi surpreendido por mais um incidente que o levou ao coma. Mas Deus quis dar-lhe mais uma oportunidade e ele, contra todos os prognósticos recuperou e veio para casa.
Todos, incluindo ele, sabíamos que se voltasse a fumar estaria a assinar a sua sentença de morte e se não fosse capaz de se agarrar à vida, mudando os seus hábitos, poderia não resistir.
A minha sobrinha Ana Lúcia, que nunca conheceu os avôs paternos e a quem a vida já levou o pai e a avó materna, foi a sua casa e surpreendeu-o desta forma:
Olha “Joquenito”, se não quiseres parar de fumar por ti, fá-lo por mim – tua neta – pensa que eu já perdi o meu pai, a avó e não me apetece nem está nos meus planos perder-te também a ti. És o único avô que me resta e se não parares de fumar perco-te também e eu não quero de forma alguma, perder-te.
Surpreso com esta atitude da neta, o meu pai ficou sem capacidade de resposta. Acabaram os dois num afectuoso abraço e entre lágrimas.
A partir desse dia, o nosso “Joquenito” nunca mais fumou e depois de refeito deste embate confessava que nunca pensou que a neta fosse capaz de lhe falar daquela forma.
Falar-lhe daquela forma foi o “tratamento de choque” como lhe viria a chamar a minha sobrinha, que o levou a superar um vício que até então não tinha conseguido erradicar. Conseguiu-o por se sentir extremamente amado pela neta, o que o levou a superar-se e a retribuir com o mesmo amor que recebeu.
Olhando-os, dei por mim a reflectir que se o amor não saísse vencedor, esta foto não existiria.
Louvo por estes pedacinhos de existência que Deus nos proporciona: são eles o oxigénio que nos fazem respirar e acreditar que vale a pena investir e preservar os valores familiares - tantas vezes rotulados fora de moda - e deixar que as nossas ações e gestos diários sejam movidos por eles.


Dulce Gomes


“Agora permanecem estas três coisas: a fé, a esperança e o amor; mas a maior de todas é o amor.” Cor 13, 13

10 comentários :

  1. Olá amiga,

    Lindo este retrato da vida destas pessoas encantadoras.
    Ainda sinto as mãos do teu pai a afagarem-me o rosto, que brilho e que alegria transbordavam nos seus olhos. Recordou os amigos da mesma idade que ainda estão entre nós, falou do meu pai e de mais uns quantos e sorria muito como que a agradecer a vida. Foi o que pensei.

    A "Xubinha" é uma pessoa maravilhosa, encantadora, com um olhar tão doce e meigo que apetece ficar a olhá-la pois a ternura dos seus olhos devolvem-me uma paz e uma calma imensa.

    Muito bom para o avô ter entendido que ainda fazia falta a alguém.

    Muitas felicidades para todos. Louvado seja Deus por vos ter colocado no meu caminho.

    Muios beijinhos
    Conceição

    ResponderEliminar
  2. Muito bonita esta história e claro concluo, que em tudo para se conseguir qualquer coisa é necessário força de vontade mas o segredo do sucesso é uma grande motivação...
    Beijinhos da Utilia

    ResponderEliminar
  3. Amiga Dulce,
    Um momento lindo, reflexo de um vida que existe, porque o amor entre as partes envolvidas esteve acima de tudo.
    Parabéns, Dulce, por este belo exemplo que nos deixou.
    Um beijinho e votos de muita saúde e muitas alegrias para a vossa linda Família.
    Com o meu carinho,
    Ailime

    ResponderEliminar
  4. Dulce,
    enterneceu-me o que contaste sobre o teu pai e a tua sobrinha.Pois é!Quando a força de vontade é fraca ou nenhuma,não se vai a lado nenhum.Agora,quando umas palavras tão carregadas de verdade e carinho ditas por uma jovenzinha ao seu avô,muda tudo!Renasce a vontade do avô que não queria que a neta ficasse sem ele.
    Belo exemplo a seguir,sim senhora!
    Bjinhos amiguita

    ResponderEliminar
  5. diassintralisboa.paulinha07 junho, 2011 16:50

    Amiga Dulce,
    Quase todos os seus textos me poem com a lágrima ao canto do olho,mas este fez-me mesmo chorar de tão comovida fiquei.
    Um filme real e bem identico se passa na minha familia,mas neste caso o avô prometeu no dia que a neta nascesse,nunca mais iria fumar e só cumpriu durante dois dias.Ainda tenho a esperança desse milagre no dia que a minha neta tiver idade para lhe saber dar esse tratamento de choque que nós ainda não conseguimos.
    Foi lindo as palavras de amor da xubinha,e o certo é que fizeram o milagre.
    Muitos beijinhos querida.
    Ana

    ResponderEliminar
  6. Olá, Dulce!
    que lindo testemunho! O amor de Deus realmente opera milagre em nossas vidas. Gostei muito do seu blog e já estou te seguindo.
    Ficarei muito feliz se visitar meu cantinho também.

    nospassosdejesusamor.blogspot.com

    Que Deus a abençoe sempre!
    Com carinho,
    Angela

    ResponderEliminar
  7. Amiga,

    estou bem. mas em muitas reflexões. Lindo testemunho do seu Pai. Essa é uma fase da minha vida que estou pensando muito no meu, em todos ensinamentos que ele me deixou...


    “Agora permanecem estas três coisas: a fé, a esperança e o amor; mas a maior de todas é o amor.."

    beijinhos

    obrigada pela amizade !

    Gisele

    ResponderEliminar
  8. Dulce, que coisa linda o que vc postou! Estou aqui sentindo na pele o sofrimento de seu pai, pois fui fumante e lutei, rezei muito para deixar. Consegui, graças a Deus e ao Pe. Léo que com aquele jeito inesquecível disse;"...quem quer parar de fumar, não compra" Pronto! Você narrou mostrando um carinho, doce, meigo que vc tem ele. Aí, Dulce, cuida dele mesmo! Bjbjbj!

    ResponderEliminar
  9. Obrigada minhas amigas por todas as belas palavras que deixaram aqui.
    Vocês são a razão da existência deste cantinho onde desabafo, partilho e aprendo mais a cada dia que passa.
    Deus vos abençõe

    ResponderEliminar
  10. Olá Dulce,
    Vim lhe retribuir a visita ao Catequesenanet.
    Bom saber que temos a internet para encurtar distâncias... um dia se Deus quiser visitarei sua terra!
    Um beijo grande!!! E bençãos para seu pai e sobrinha!

    Paz de Cristo!

    ResponderEliminar

As palavras de amizade e conforto podem ser curtas e sucintas, mas o seu eco é infindável.
Madre Teresa de Calcutá